quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

Os atrasados do costume


O título do post até que poderia ser outro, de modo a identificar mais rapidamente o assunto, mas como vamos sempre parar ao mesmo, achei que não valia a pena estar a bater mais no ceguinho.

Como sempre, o que é nacional não é, geralmente (porque há algumas poucas excepções) bom, pelo menos quando comparado com o seu equivalente de outros países da UE.

Desta vez, um estudo feito pela Associação de Companhias Aéreas Europeias (AEA) traz a público desastrada prestação da companhia aérea cá do burgo no que toca ao cumprimento de horários e ao respeito pelas bagagens dos seus passageiros.

Assim sendo, a TAP está no fim da tabela de classificações, ao cumprir com os horários em apenas 59,5 por cento, no caso das chegadas, e 62,5 por cento, no que toca às partidas.

Por outro lado, a companhia portuguesa perde malas a rodos e aparece, novamente, no último lugar da classificação, com uma taxa de 27,8 extravios em cada mil passageiros, contra a média de 16,6 e ao contrário da Air Malta e da companhia Turca que perdem, somente, quatro malas e meia por cada mil passageiros que transportam.

2 comentários:

Mac Adriano disse...

Bom, os atrasos é normal. Se não se atrasasse, não era certamente uma empresa portuguesa. É assim com os comboios, os autocarros, os próprios portugueses (que chegam atrasados a todo o lado), os salários... Nesse país tudo se atrasa.

Anónimo disse...

O mac adriano é um puto giraço!...